terça-feira, 17 de junho de 2008

Do dia do ponto de ônibus..

Fiquei puto da vida porque perdi a porra da van pra ir pra faculdade, aquele motorista feio, cabelo ruim.. crespo.. crespo! Deve ser frustado na vida por ser um mero motorista de van, que vivi individado e tem uma mulher gorda e uma filha vagabunda. (reconheço que mereço apanhar depois desse comentario - isso sé me faz querer mais!)
Enfim, perdi aquela droga de van e fui pro ponto de onibus, quando eu vejo um Sr. aparentando uns 43 anos anos ficar olhando pra mim e apalpar as suas partes intimas, e como eu sou realmente um vagabundo, puto ( e anonimo!) nao pude evitar de dar corda - precisava saber até onde tudo isso daria.
Então com o ponto de ônibus vazio, ele se aproxioma e diretamente me questiona com o vocabulario mais podre com o qual já fui abordado; "Vai uma gulosa?"
Imediatamente digo que não, sem acrescentar explicações, mais nao consigo evitar o olhar esperançoso que eu lancei para ele.
Outro casado que procura sexo homossexual fora de casa.
Isso só me diverte, e so me faz ver como o mundo é uma bosta mesmo.

Mas ainda bem que é uma bosta, caso contrário, não restaria muito de mim.

Totalmente com tesão agora, escutando Björk - All neon like.

Sr Bruno, agradeço a interesse pelo meu corpo, mas por privacidade nao posso te dar detalhes, mas garanto que o Sr. apreciaria.

4 comentários:

Bruno D'Ugo disse...

Acho que eu nunca me peguei em uma situação dessa.
Já marquei muitos encontros pela net, mas realmente nunca fiquei curioso como estou.
Acho eu impossível o fato de nos encontrarmos um dia.
Bom, caso interesse, o convite está feito.
Vou postar um texto sobre algo do tipo.
Beijo grande!

*

greatdj disse...

Graças a Deus não tenho uma situação desta.
Achei interessante fazer algum blog ao estilo "Bruna Surfistinha", foi interessante.

Um Outro Olhar disse...

Aff, confesso que suas "historias"me interessaram a ponto de eu ler tudo!

Anônimo disse...

ler todo o blog, muito bom