quinta-feira, 10 de julho de 2008

Do feriado e das últimas - eternas - lágrimas..

Existe uma grande necessidade de mudança no mundo, e isso pode ser observado em todos os cantos, em diferentes aspectos.
Desde a evolução do ser humano, das guerras e das revoluções até o simples encaminhar de uma amizade e de uma pessoa.
Por isso eu proclamo; ’Eu sou a metamorfose’. Como disse anteriormente não basta mais ser somente uma pessoa, eu preciso experimentar tudo e todos, ter todas as vontades e satisfazer todos os meus desejos, e satisfazer principalmente os meus não-desejos.
Para aqueles que têm uma ótima relação familiar, que aproveitem, eu vou buscar o meu lar, na verdade estou buscando. Nunca tive uma família feliz para sentar-se à mesa. Aprendi a conviver com isso desde cedo, quando era chamado de prostituto pra baixo. Isso já me machucou muito, e por tudo isso chorei minha ultimas – eternas – lágrimas. A intenção é sair de lá o quanto antes, na verdade, eu estou indo pra bem longe, futuramente falarei mais sobre isso.
De terça pra quarta houve uma festa na casa de um grande amigo meu, e na verdade sempre tem festa lá quando os pais dele viajam. A casa fica cheia de instrumentos musicais e se houve um rock n’ roll, indie, samba por todos os lados. Aquela mesa cheia de bebida – barata e vagabunda – trazida pelos meus amigos pobres. Na casa misturam-se gays, lésbicas, punks, hippies e playboys. Mas uma vez fiquei com alguém que tenho ficado durante certo tempo, tenho que me policiar para não acabar gostando novamente. Meus dedos estão machucados por ter tocado guitarra, agressivamente.
Vale ressaltar a minha performance horrível de David Bowie e Amy Winehouse. Durante a madrugada sexo casual rolava nos quartos, foi bem interessante ver algumas cenas. Primeiro ao chegarmos a casa, meu amigo – heterossexual, estudante de Física na USP – junta uns meninos no quarto e me mostra, fazendo com que eu beijasse todos e exigindo que eu usasse o quarto, deixando-o com cheiro de sexo. Vou abstrair detalhes dessa vez.
Minha parte favorita foi cheirar cocaína na capela da casa – visto que é uma família bastante religiosa. Foi um paradoxo muito grande a me ver ajoelhado em frente à imagem da santa, cheirando cocaína, e com pensamentos totalmente contrários aos católicos. Lembro-me que bebi todo o vinho que tinha na capela.
Enfim, que venha tudo, eu agüento!

7 comentários:

Tiago Campos disse...

Satisfazer os não-desejos são os mais difíceis e quem sabe os mais prazerosos... só saberemos se tivermos a audácia de cometê-los, sabendo que quem ficará insatisfeito será a gente mesmo. Mas, quem falou que a satisafação é a melhor parte do desejo? Ou do não-desejo?

Quanto a chorar as últimas - eternas - lágrimas, as mais doces são sempre as primeiras...

Jéssica disse...

Últimas- eternas- lágrimas... Exatamente. Embora juremos para nós mesmos que nunca mais vamos chorar, sabemos que a dor sempre vai existir, mesmo sem lagrimas. (Não sei se foi isso que quis dizer, mas foi assim que interpretei...)
Você disse da relação com a família, que não é muito boa, e isso deve machucar mesmo. Mas acredito que em sua família, mesmo que não seja na “principal”, por assim dizer, deva ter alguém que te apóia, que te entenda e que sente um amor imenso por você. Sempre tem!rs
Gosto da maneira que escreve e sempre que posso venho aqui para ler as suas “aventuras”...rsrs.
Chega, acho que escrevi demais...rs
Beijus
:*

roas77 disse...

Acredito que todos tem seus desejos "insanos", falo insanos por ser repudiado pela sociendade.
Vejo que vc não tem medo do que possam pensar de vc.. vc esta na sua busca... da sua felicidade..
Mas uma coisa ... quando se fala em "não-desejos", pra realiza-los.. faze-los se não são desejos??
coloca paradoxo nisso.. vc cheirando em frente a uma imagem "santa".. e com pensamentos totalmente "anti-religiosos"...
Abç..

blog disse...

Mande ver mesmo, camarada.
Seja feliz, usufrua dos momentos mais intensos.
Vida é isso.

Mas por que comparar-se a Bowie?

Abraço.

Peloo disse...

mto bom o blog parabens

http://www.tediozeronanet.blogspot.com

Breno Lucano disse...

Sade não escreveria melhor!

30 e poucos anos. disse...

Seja vc mesmo e saiba que temos a possibilidade de fazer tudo que quisermos...desde que aguentemos as consequencias futuras.