quarta-feira, 16 de julho de 2008

Do desafio lançado..

Eis o desafio.. Para quem associar o texto abaixo a uma musica bem famosa terá a sua disposição, se quiser, meus favores sexuais em (quase) todas as suas vertentes. Ou então os favores sexuais de alguém que eu possa persuadir.
Eis o texto:

“ Ela:
Queria lhe dizer que meu peito murchou como uvas-passas, minguou, pequeno e frágil, mas saiba que essa fruta logo apodrecerá até cair destes galhos retorcidos para enfim, em uma pródiga primavera, uma flor vermelha acalme este vazio.Posso até estar podre, mas você está perdido. Ainda sinto saudade porque não sou de pedra como o seu coração, eu sou o útero que você não tem, o útero que me faz sublime. Ainda colheu o meu amor como colhe de tantas outras vadias, mas eu me vingo dando-lhe a solidão dos outros corpos vendidos. Nunca mais me terá por inteira, para ti posso ser apenas a metade enfurecida. Eu fui o ponto máximo de sua vida e a sua queda foi fatal e perfeita ao meu ego. Já te vejo dançando sem par nenhum, todas as suas mulheres cansadas de sua beleza passageira. É, a sua pele deteriora a cada tragada de cigarro, a cada porre amargo. Está no caminho aonde os miseráveis vão para morrer. Nenhum amor sustenta-se sozinho, logo se deteriora, se rompe, se esfola. É triste, mas é a tristeza que acorda e modifica o homem. Não vivo de felicidades, nem de amor e súplicas; tenho o corpo marcado de todo um universo. Então não venha pensar que fui feita de ti, não fui! Seu amor tolo, suas tatuagens em vão, não adianta estar em seu peito o meu nome, que de nome não se vive uma paixão. Assumo minha cafonice, a minha terapia semanal, os comprimidos e os pilates, mas assume-se um desalmado e basta. Escroto maldito!

Ele:
Você me olhou de dentro da sua epiderme, mas aí dentro só existe desamparo e carência, eu fui a sua fonte donde jorrou todas as suas emoções. E ainda sou. Você diz que não é feita de mim, mas fui o molde de seu peito que agora não é mesmo. Sim, eu sou como o Deus grego Urano, você sempre será a minha Afrodite. Um escroto maldito! Também sou a tristeza que lhe percorre e modifica. Faço da solidão apenas um gole de mim mesmo, um gole a mais. Joguei-me no seu mar de paixão, mas a minha paixão não renasce de cinzas ou tem sangue eterno, ela logo se afoga por si mesma. Não viu o quão meu corpo é um mapa? Tenho todas as cores, todos os nomes, todas as vidas que já morreram. Você para mim é um poema de morte, não um poema de desilusão que mancha a sua atual agenda. Deixe na memória aqueles suspiros, aqueles grunhidos animais, há ainda muitas noites para preencher. E eu, se da minha pele ninguém mais gozar, faço dela capa de um livro, o livro negro dos amores, mas esqueça as suas páginas nunca lhe toquei a mente. ”

Enfim, a qual música se refere?

20 comentários:

Carlos Eduardo disse...

Obrigado às pessoas que comentam.
Minha referência a Bowie deve-se ao fato de ter performado algumas músicas na festa - trágicamente, claro.

rosangela disse...

Mesmo vc se referindo a Bowei "festa tragica", eu sinceramente não conehcia .. mas adorei o texto..

Abç..

Breno Lucano disse...

Ok, Carlos, pode postar o link, se quiser.

Risa Kings disse...

Definitivamente eu não sei!
Tenho até medo de tentar adivinhar!
shauhsuahsuhauhsauhsa
XDDDD
mas enfim..
http://estaloinsano.blogspot.com/

Sandro (Bonde Ousados da Moóca) disse...

ae mano
o meu blog é novo sim
hehehe
quer parceria?
flw mlk

Edu França disse...

Ótimo texto, muito forte e delicado! Por vezes lembrei de Asvitrines e Tatuagem de Chico Buarque!

Grilo Pensante disse...

NAo consegui identificar a musica a qual se rfefere...
mas fiquei encantado com o texto
muito bem escrito
parabbéns..

♪ Cantos do Grilo ♪

http://felipepensador.blogspot.com/

Fique Grilado

Grilo Pensante disse...

Esqueci de falar...
Me lembrou um pouco das músicas da Ana Carolina...mas nenhuma em especial...uma mistura das múscas dela msmo...
mas naoi acho que tenha haver...
só que me lembrou...rs

Breno Lucano disse...

"Eu fui o ponto máximo de sua vida..."

Acho que todos já viveram algo do tipo. É impressionante a riqueza existencial que esse tipo de experiencia é capaz de produzir. Tudo muda, inclusive nós.

Sandro S. dos Santos disse...

também não consegui identificar a música, mas o texto é bem "do fundo da alma"

Abraço!!!!!!!!!!

Gabriella S. Cardoso disse...

Nunca acertaria
más o texto é bem interessante é do tipo que prende a atenção do leitor adorei ;)

Dih da Pâhzinha... disse...

Olha eu não sei que musica é essa!

http://www.avidanobeco.com/

Jonatas Fróes disse...

Olha, não identifiquei ao certo qual música é, mas achei o texto bem punk, bem Iggy Pop, bem Bowie, bem Sid Vicious.

Gostei do seu blog ^^

[]'s

http://musica-holic.blogspot.com/

O Sábio Niestévisky disse...

O texto é bom, mas quanto a música, não faço a menor idéia.

felipe disse...

Haha. Desafios assim são perigosos... tem que limitar um premio. haha

Luciana Cândida disse...

Não sei d quem é, mas fiquei curiosa...rsrsrs
Bom, minha foto n tem nda d vulgar, alias ela se chama arfresco digital, e super conhecida, eu geralmente mudo , sou fotografa e gosto muito d fotos, e sempre tento inovar.Parabéns pelo seu blog, ele tbem e estupento!

Grasi Rocha disse...

Obrigada pelo comentário. Continue acompanhando sim, por favor. =D
Ah talvez me inpires nas noites sem sono, na falta do que fazer. Rsrs. Sei lááá.

Parabéns pelo seu texto, adorei.
Beijos

Luciana Cândida disse...

To passando pra avisar q postei Chico. Fico feliz d ter associado a mim, não acho tão notavel assim, mas vc c vc gostou quem sou eu pra ir contra, esse na foto e vc mesmo?

Um Outro Olhar disse...

Perfeiito, Realmente esse texto é bem profundo, prende o leitor!

Anônimo disse...

o que eu estava procurando, obrigado